domingo, abril 3

Estamos confiando em Ti.

Perdi hotmail, orkut, facebook, e desde já, entro num processo de desapego e encerro o twitter, o blog Por Ele e também o blog Parceria de Escrita com esse clipe.

6 comentários:

Canteiro Pessoal disse...

Paula, confesso que levei um choque quando entrei para conferir a postagem e li o que estava abaixo outrora, enviei um e.mail para o Marcus qual seria a razão do encerramento. Agora com a reformulação sei que és tu, e não me choco, pois como tomaste essa prática aos demais, então nada mais que aqui se abster, que é uma pena, cabendo a mim respeitá-la, mas lá no profundo me abate a tristeza - dor na alma.

Abraços

Pri!

Por Ele. disse...

Óbvio que não quero parar, porém volto a postar quando entrarem em contato. Vcs sumiram, e sinto muita falta. Por enquanto estou com esse msn: avatarnexiste@hotmail.com

Abraços.

Canteiro Pessoal disse...

Paula, Viver, em dias atuais, está dificílimo, os seres racionais já não agem como tal, mas no predatório, à venda de seus ideais e conceitos por um prato de lentilha, 'n' fatores - prazer, luxúria, pela própria condição subumana... O amor, todos os tipos, esfriando-se, juntamente, cada qual em desequilíbrio. O antopocentrismo à pele em visibilidade e legível nos livros dos olhos. Sendo perceptível o desfecho do trilho da deturpação, que, já não mais se prioriza os sentimentos, formas e instituições humanas pensadas e observadas com grande atenção. Ao esquecimento que ocorrera o sopro nas narinas e, que desta veia se faz os seres viventes com sonhos. Creio que, estar inserido nesta geração, conclama-se busca interior, caráter forjado, equilíbrio psíquico, emocional, social e espiritual, para que se sobreviva dignamente, pois as ofertas andam tentadoras, bastante projetadas para penetração em raiz; adultos e em desespero observam-se os jovens servos passivos do sistema social. Os fatos com núncio rasgando a pele, que possuem raposas ocultas e lobos sempre à espreita, todos aguardando um simples tropeço; a cada manhã sendo preciso renovar a coragem, purificar as vestes invisíveis e então adiante viver princípios etiquetados como antiquados e tolos, e não fazer a manutenção diária daquela capa de perfeição, pois é ilusão: o correr atrás do vento. Na qual seja inexistente a permissão os dardos inflamados do externo fazer morada nas camadas profundas do íntimo, porque senão, estará o ser fadado às trevas e infindas quedas, até que dado dia não se capturará a vivacidade, o viçoso já nulo existir. Que diante à porta, tanto eu, tu e como os demais, possamos garimpar e pintar-se com atitudes reais de amor e afeto, pois só através de nobres atos se constrói e reconstrói um habitat familiar, aconchegante, bom de se viver e comungar vival. Na plena consciência que o ser humano não é ilha, mesmo que na casa ao lado haja conspiração contra nosso favor, acometendo-se rasgos na superfície da pele, com o enfoque não atuação de individualismo [egocentrismo], portanto, que suceda um preservar das escolhas, posições, afinal, o que se planta, colhe, longo ou curto prazo. A coragem, humildade e tentar outra vez sejam presente na pulsação, ante a voz do prosseguir.


Abraços,
Priscila Cáliga

Por Ele. disse...

Sinto falta de vocês.

Canteiro Pessoal disse...

Paula, como tu, também sinto falta. Ontem, dialogando um pouco com Marcus, um dia em que estava cansada mentalmente, mas diante ao que se foi falado, as palavras que ele proferiu contendo bastante coerência, fez-me antes de dormir um impacto. Vejo que precisamos retornar e aumentar a dose de proximidade, assim como não permitirmos que a correria do dia a dia desaproxime corações e o laço do passarinheiro faça o retrato das mãos dadas em falecimento. Vamos precisar nos ajudarmos, e encontrarmos um meio para que haja o contato entre os três de maneira que suceda conciliação perante os compromissos de cada um. Também, já adicionei o novo msn que repassaste.

Abraços, Pri!

M@rcus Henrick disse...

Essa canção...

"Venha!
Meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta..."

Estamos de Braço Abertos.. sempre pra Você !!
sentimos sua falta tbm.. Paula..

Abraços Marcus!!